sexta-feira, 29 de abril de 2016

SECRETARIADO FEMININO


Robinson anuncia secretários de Educação e Saúde nesta sexta e novos nomes na semana que vem

O Governador Robinson Faria anuncia nesta sexta a Professora Cláudia Santa Rosa, como a nova secretária de educação, e a Médica Eulália Albuquerque Alves, como a nova secretária de saúde.

Na secretaria de segurança o governador poderá fazer mudanças na semana que vem, também existe a possibilidade da secretária Kalina Leite continuar a frente com a garantia de novos investimentos.

O governador vai aproveitar para também fazer mudanças na Sejuc e na secretaria de Agricultura.
Na Sejuc o secretário Cristiano Feitosa, deverá deixar a pasta e na Agricultura vai assumir Guilherme Saldanha.

Também serão anunciados ate a próxima quarta-feira os secretários de Assuntos Fundiários e os diretores da Emater e da Fundação José Augusto.


Blog do BG



GOLPISTAS


PMDB passará a controlar 107 mil cargos comissionados na engrenagem federal.

SERÁ QUE ISTO NÃO É APARELHAMENTO DO ESTADO.



PESQUISA EM CEARÁ-MIRIM

Júlio César lidera pesquisa na espontânea e estimulada com mais de 44% para prefeito em Ceará-Mirim

Rodapé Pesquisa4
ceará-mirim espontenea
ceará-mirim estimulada


PESQUISA EM CEARÁ-MIRIM

Confiram a rejeição dos candidatos em
Ceará-Mirim

Rodapé Pesquisa4
ceará-mirim rejeição
ceará-mirim rejeição estimulada


NOME SUJO


Sujar indevidamente o nome já sujo não causa dano moral

A inscrição indevida feita pelo credor em cadastro de inadimplentes, quando já havia uma outra negativação legítima, não enseja indenização por dano moral, ressalvado o direito ao cancelamento.



SITE DO IBGE


Nova ferramenta online do IBGE mostra quantas pessoas têm o seu nome no Brasil

Você já parou pensar quantas pessoas na sua cidade têm o mesmo nome que você? Baseada no Censo Demográfico 2010, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) lançou esta semana uma ferramenta chamada “Nomes do Brasil” que permite aos usuários pesquisarem a popularidade de seus nomes no Brasil e, ainda, por estado brasileiro ou município.

O site mostra também a década em que o seu nome foi mais popular no Brasil. É importante destacar que somente são apresentados os nomes cuja frequência é maior ou igual a 20 para o total Brasil, para a Unidade da Federação selecionada se exige uma frequência de, no mínimo, 15 nomes iguais e para os municípios se exige uma frequência de, pelo menos, 10 nomes.

http://censo2010.ibge.gov.br/nomes

SÍLVIA MIRANDA



TABELA DE PAGAMENTO


Governo do RN divulga tabela de pagamento dos salários de abril

seplam




DECISÃO


Agora é esperar a bola rolar domingo na Arena das Dunas, e torcer para que os embates que ocorreram ao longo da semana não provoquem nenhum reflexo no torcedor, naquele torcedor mais radical.

Que os entreveros e choques entre dirigentes fiquem restritos aos dirigentes, que o torcedor não entre em nenhum tipo de provocação, de “pilha” e que vá para o estádio apenas para torcer e vibrar com o seu time.



GLOBO FC


O Globo definiu reapresentação para o próximo dia 2, visando o Brasileiro da Série D. Do elenco que vem trabalhando desde o final do ano passado, o treinador Luizinho Lopes perdeu apenas o atacante Rivaldo, negociado com o futebol do México.



quarta-feira, 27 de abril de 2016

MEGAFONE


COMENTA-SE NOS BASTIDORES DA TERRA DO SAUDOSO ROBERTO PEREIRA VARELA QUE TEREMOS NOVIDADE SOBRE AS CANDIDATURAS A CADEIRA PRINCIPAL DO PALÁCIO ANTUNES.

SEMANA PASSADA O PREFEITO PEIXOTO AFIRMOU EM UMA RÁDIO LOCAL QUE APRESENTARIA SEU CANDIDATO ATÉ A SEXTA-FEIRA.

PENA QUE ELE NÃO FALOU QUAL SEXTA-FEIRA ELE ESTAVA SE REFERINDO.



PARA QUEM TINHA MEDO DA CHEGADA DO ESTADO ISLÂMICO NO BRASIL.

EIS QUE ALGUNS JÁ FALAM QUE O OCORRIDO NA CAPTAÇÃO DE ÁGUA DO SAAE TERIA SIDO OBRA DE TERRORISTAS.

MEU DEUS ! ! !


VIRALIZOU NA NET




WHATSAPP


HABEAS CORPUS
Marcelo Odebrecht

Apesar dos esforços do advogado Nabor Areias Bulhões, Teori, Cármen Lúcia e Celso de Mello - vencidos Gilmar Mendes e Toffoli - votaram pela manutenção da prisão do executivo Marcelo Odebrecht.

Os três ministros que negaram o remédio heroico, verificaram a presença de indícios (as mensagens do celular) de que ele estaria agindo no sentido de interferir no curso da investigação, motivo suficiente para que continuasse encarcerado. (Clique aqui)

Lição

Moral da história: tome cuidado com o que escreve no celular. Suas mensagens de texto poderão ser usadas contra você no tribunal.



PROGRAMA INDICADO PELO BLOG




NÍVEL DA CAMPANHA






E TOME PORRADA ANTES DA CAMPANHA




RELEMBRANDO





ELEIÇÕES 2016



A Lei nº 13.165/2015, conhecida como Reforma Eleitoral 2015, promoveu importantes alterações nas regras das eleições deste ano ao introduzir mudanças nas Leis nº 9.504/1997 (Lei das Eleicoes), nº 9.096/1995 (Lei dos Partidos Políticos) e nº 4.737/1965 (Código Eleitoral). Além de mudanças nos prazos para as convenções partidárias, filiação partidária e no tempo de campanha eleitoral, que foi reduzido, está proibido o financiamento eleitoral por pessoas jurídicas. Na prática, isso significa que as campanhas eleitorais deste ano serão financiadas exclusivamente por doações de pessoas físicas e pelos recursos do Fundo Partidário. Antes da aprovação da reforma, o Supremo Tribunal Federal (STF) já havia decidido pela inconstitucionalidade das doações de empresas a partidos e candidatos.

Outra mudança promovida pela Lei nº 13.165/2015 corresponde à alteração no prazo de filiação partidária. Quem quiser disputar as eleições em 2016 precisa filiar-se a um partido político até o dia 2 de abril, ou seja, seis meses antes da data do primeiro turno das eleições, que será realizado no dia 2 de outubro. Pela regra anterior, para disputar uma eleição, o cidadão precisava estar filiado a um partido político um ano antes do pleito.

Nas eleições deste ano, os políticos poderão se apresentar como pré-candidatos sem que isso configure propaganda eleitoral antecipada, mas desde que não haja pedido explícito de voto. A nova regra está prevista na Reforma Eleitoral 2015, que também permite que os pré-candidatos divulguem posições pessoais sobre questões políticas e possam ter suas qualidades exaltadas, inclusive em redes sociais ou em eventos com cobertura da imprensa.

A data de realização das convenções para a escolha dos candidatos pelos partidos e para deliberação sobre coligações também mudou. Agora, as convenções devem acontecer de 20 de julho a 5 de agosto de 2016. O prazo antigo determinava que as convenções partidárias deveriam ocorrer de 10 a 30 de junho do ano da eleição.

Outra alteração diz respeito ao prazo para registro de candidatos pelos partidos políticos e coligações nos cartórios, o que deve ocorrer até às 19h do dia 15 de agosto de 2016. A regra anterior estipulava que esse prazo terminava às 19h do dia 5 de julho.

A reforma também reduziu o tempo da campanha eleitoral de 90 para 45 dias, começando em 16 de agosto. O período de propaganda dos candidatos no rádio e na TV também foi diminuído de 45 para 35 dias, com início em 26 de agosto, no primeiro turno. Assim, a campanha terá dois blocos no rádio e dois na televisão com 10 minutos cada. Além dos blocos, os partidos terão direito a 70 minutos diários em inserções, que serão distribuídos entre os candidatos a prefeito (60%) e vereadores (40%). Em 2016, essas inserções somente poderão ser de 30 ou 60 segundos cada uma.

Do total do tempo de propaganda, 90% serão distribuídos proporcionalmente ao número de representantes que os partidos tenham na Câmara Federal. Os 10% restantes serão distribuídos igualitariamente. No caso de haver aliança entre legendas nas eleições majoritárias será considerada a soma dos deputados federais filiados aos seis maiores partidos da coligação. Em se tratando de coligações para as eleições proporcionais, o tempo de propaganda será o resultado da soma do número de representantes de todos os partidos.

Por fim, a nova redação do caput do artigo 46 da Lei nº 9.504/1997, introduzida pela reforma eleitoral deste ano, passou a assegurar a participação em debates de candidatos dos partidos com representação superior a nove deputados federais e facultada a dos demais.

FONTE: Lei nº 13.165/2015.