quarta-feira, 29 de outubro de 2014

JOÃO MALA

João Maia deverá voltar para a iniciativa privada, mas não sai da política

O deputado João Maia (PR) circula pelos corredores da câmara federal em Brasília (DF). Ainda meio que tonto com o resultado da eleição passada quando foi derrotado na disputa pelo cargo de vice-governador do Estado.
João deverá voltar a atuar na iniciativa privada, mas continuará cuidando dos seus interesses políticos no Estado. Ele conseguiu eleger sua irmã, Zenaide Maia, para a sua vaga na câmara.


CEARÁ-MIRIM EM FOCO

PARECE QUE A PALAVRA DA SEMANA EM CEARÁ-MIRIM É REFORMA ADMINISTRATIVA.

MUITOS AFIRMAM QUE A PALAVRA ENCOBRE OUTRA EXPRESSÃO BASTANTE CONHECIDA:
CAÇA AS BRUXAS
OU SEJA RETIRAR DAS HOSTES GOVERNISTAS QUEM NÃO APOIOU O ACORDÃO.

PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR:
EXÉRCITO DE BATALHA É O MESMO DE EXÉRCITO DE OCUPAÇÃO ???

PREFEITO PEIXOTO TEM UM CONVÊNIO REJEITADO NO TCE, AGORA CABE A SEUS ASSESSORES CONSERTAREM O ERRO E LIMPAR O NOME DO ALCAIDE MUNICIPAL.

ROBINSON FARIA VEM A CEARÁ-MIRIM AGRADECER A VITÓRIA NO SEGUNDO TURNO DAS ELEIÇÕES, JÁ QUE NO PRIMEIRO TURNO HAVIA PERDIDO PARA O CANDIDATO DO ACORDÃO.



CEARÁ-MIRIM


Prefeito de Ceará-Mirim tem contas rejeitadas pelo TCE

A inexistência de comprovação da destinação do montante de R$ 367.988,34 e a ausência de publicação da minuta do convênio levou a conselheira Adélia Sales a considerar irregulares as contas do ex-prefeito de Ceará-Mirim, Antônio Peixoto.
O processo, referente ao convênio n° 056/2010-SIN, celebrado entre a secretaria de Infraestrutura e a prefeitura de Ceará-Mirim, destinava-se a execução de obras de engenharia. O voto foi pela restituição do valor apurado, além da remessa do processo ao Ministério Público Estadual para apuração de possíveis ilícitos penais e/ou atos de improbidade administrativa.


PULA PULA

Kelps Lima com um pé dentro do governo de Robinson

O deputado estadual reeleito Kelps Lima está com um pé dentro do governo. Terá, antes, uma conversa breve com a força sindical apara receber o sinal verde.


LUZ NO FIM DO TÚNEL

PMDB busca uma cadeira para Henrique Alves

O destaque que o PMDB da Câmara faz é definir como uma das prioridades na negociação com o Planalto garantir um lugar ao sol para o atual presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (RN). Derrotado na eleição no Rio Grande do Norte, ele figura na lista de peemedebistas que o governo já sabe que terá de afagar, para evitar o troca em votações estratégicas no Congresso.
Uma das propostas que circulam no partido é acomodar Alves no Ministério da Previdência. O atual titular da vaga, Garibaldi Alves, segundo peemedebistas, poderia se transformar em alternativa para a eleição para a presidência do Senado.


TRANSIÇÃO

Robinson começa a definir hoje nomes para equipe de transição

O governador eleito Robinson Faria terá nesta quarta-feira as primeiras reuniões para definir a equipe de transição. Ele já confirmou que serão pessoas técnicas dentro dos quadros partidários dos aliados. O Partido dos Trabalhadores e o PC do B deverão ser as duas principais legendas a serem conversas para as indicações.
Até a próxima sexta-feira, Robinson Faria anunciará todos os nomes da equipe de transição, que será integrada também por ele próprio.


REFORMA POLÍTICA

IMG_9297.PNG


Líderes pedem ao presidente Henrique Alves a votação da PEC da Reforma Política


O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Alves, recebeu hoje, na reunião de líderes, requerimento do vice-líder do PP, deputado Esperidião Amim (SC), para que a admissibilidade da PEC da Reforma Política (352/13) seja votada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) nesta quarta-feira. 
O requerimento foi assinado por 15 dos 22 líderes.



DEM

Senador José Agripino nega fusão do DEM com outra legenda


O senador José Agripino negou nesta terça-feira especulações sobre uma possível  fusão do DEM com outra legenda.
Presidente nacional e líder do partido, JA lembrou que não foi apenas o DEM que diminuiu de tamanho na Câmara, passando de 27 para 22 deputados a partir de 2015.
O senador justifica que partidos grandes como o PT e o PMDB, por exemplo, também viram suas bancadas encurtarem na Casa.
O PT que hoje tem 88 deputados mas para a próxima legislatura, só elegeu 70.
O PMDB caiu de 72 para 66.



segunda-feira, 27 de outubro de 2014

THAISA GALVÃO

Ceará-Mirim: Depois de perder por 1.616 votos no primeiro turno, Robinson vira e ganha com maioria de 4.127


Ex-prefeito de Cruzeta, José Sally (PSB) mostrou que o líder hoje em Ceará-Mirim, onde atua politicamente e como empresário, é ele, e não o prefeito Antônio Peixoto (PR).
No primeiro turno, Sally apoiou o candidato Henrique Alves (PMDB).
Henrique ganhou de Robinson Faria com maioria de 1.616 votos.
No segundo turno, Sally mudou de lado e passou a poiar Robinson.
O governador eleito virou em Ceará-Mirim e saiu das urnas com uma maioria de 4.127 votos sobre Henrique.
Mas aí, em se falando de liderança, fica a pergunta.
Então por que a liderança de Sally não valeu para Wilma de Faria no primeiro turno, quando ela foi a candidata dele ao Senado, e pelo seu partido?
Wilma perdeu para Fátima Bezerra em Ceará-Mirim por uma diferença de 4.656 votos.
Então…
Quem é líder em Ceará-Mirim?
O povo.
Que no primeiro turno ouviu a voz dos palanques, mas no segundo…falou sozinho.
Foi assim no Estado todo.



MINISTÉRIO DA FAZENDA


Ministério da Fazenda

Diz a colunista Mônica Bergamo que Luiz Trabuco, presidente do Bradesco, entrou forte na lista de cotados para o ministério da Fazenda. A saber, Dilma o tem em altíssima conta.



SENADORA ELEITA

Exibindo vitória5.jpg

Fátima afirma que mandato no Senado será “aliado incansável do RN”



A senadora eleita Fátima Bezerra, do PT do Rio Grande do Norte, destacou neste domingo (26) que as vitórias de Dilma Rousseff, na presidência, e de Robinson Faria, no Governo, representaram o sentimento dos brasileiros de avançar ainda mais no país e, no caso dos potiguares, de promover o Estado para o trilho do desenvolvimento nacional. Ela destacou que Robinson terá seu mandato no Senado como um “aliado incansável” em favor do RN.

Fátima acompanhou o governador eleito na coletiva após o resultado da apuração das urnas, na noite de domingo. Ambos seguiram em carreata pela zona sul da capital, percurso finalizado no Ponto 7 em Ponta Negra, onde uma multidão os aguardava. A senadora afirmou que os norte-rio-grandenses podem esperar a continuidade do trabalho que permeou os 12 anos de deputada federal. “Me dedicarei ao meu estado com a mesma seriedade e comprometimento”, frisou.

Fátima observou também que no Senado será uma parceira da presidenta Dilma Rousseff em favor da continuidade dos avanços na área social, de melhorias em saúde, segurança, desenvolvimento regional, entre outros. E disse também que se dedicará aos debates das reformas política e tributária, esta última um passo importante para o realinhamento do pacto federativo.
O mandato que conquistou no Senado será ainda uma porta para o Governo do RN articular parcerias que resultem na melhoria das condições de vida do povo potiguar. “Meu propósito é o de sempre, o de somar esforços e contribuir com muito trabalho para que o nosso Estado viva cada vez mais dias melhores”, finalizou a parlamentar.



ASSIM É MAIS MELHOR ! ! !

A ordem dos caciques do acordão é encontrar meios para cassar Robinson.




ELEIÇÃO

CEARÁ-MIRIM DEU 55% DOS VOTOS A ROBINSON.



OFICIAL

Concluída a apuração no Rio Grande do Norte.

Eis os números oficiais:

Robinson Faria (PSD) – 877.268 votos – 54,42%

Henrique Alves (PSD) – 734.801 votos – 45,58%

Abstenções – 17,66%
Brancos – 3,07%
Nulos – 12,78%



INOCENTE

Ministro Garibaldi Filho diz que derrota de Henrique foi uma “surpresa” e adianta que PMDB agora fará parte da oposição.




PERDEDOR

João Maia: “Que nossa gente possa viver anos de prosperidade”


Do deputado federal João Maia (PR), vice do candidato a governador Henrique Alves (PMDB), que assim como Henrique ficará sem mandato a partir de janeiro:

“Foi feita a vontade do povo. Parabéns e que Deus ilumine os novos dirigentes do nosso Estado. Que nossa gente possa viver anos de prosperidade”, disse João Maia.



ACORDOS

Gustavo Carvalho é o nome do governo Robinson para disputar a presidência da Assembleia


Terminadas as eleições para escolha de presidente, governador, senador e deputados, começa outra disputa: pela presidência da Assembleia Legislativa. Caso o governador eleito tivesse sido o deputado Henrique Alves (PMDB), havia um compromisso de se trabalhar por mais uma eleição do atual presidente Ricardo Motta, campeão de votos com o recorde de 80 mil votos para deputado estadual, como nunca havia acontecido no Rio Grande do Norte.

Porém, com a eleição de Robinson, o governo deverá apoiar outro nome.
E o nome do governo Robinson será, sem dúvida, o do deputado Gustavo Carvalho, atual vice-presidente da Casa. Gustavo é do PROS de Ricardo Motta, e desde o primeiro turno, apesar de fazer parte da coligação com o candidato Henrique Alves, nunca forçou suas bases eleitorais, que eram em sua maioria eleitores de Robinson, a votar no candidato do PMDB.
No segundo turno chegou a se discutir que Gustavo teria aderido à candidatura de Robinson.

Uma candidatura com assinatura do Governo não impede que o atual presidente Ricardo Motta articule sua própria candidatura.
Afinal de contas, votam os deputados, e não o governador.



TRANSIÇÃO

Governador eleito Robinson Faria começará amanhã a escolha da equipe de transição


O governador eleito pelo Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD), confirmou que a partir de amanhã já começará a escolha da equipe de transição da gestão. Robinson destacou que cumprirá a recomendação do Ministério Público para, em até cinco dias, indicar toda equipe de transição.
O governador eleito preferiu, na entrevista de hoje, não adiantar nomes.


OPOSIÇÃO

Senador José Agripino comenta resultado da eleições presidenciais


O senador José Agripino Maia avaliou que Aécio Neves conduziu a oposição ao melhor lugar nos últimos 12 anos.
“O resultado das eleições consagram Aécio Neves como líder e a oposição como força política, que fala pela metade do país. Com altivez e espírito público, ele conduziu a oposição ao seu melhor resultado em doze anos. O governo que se inicia em primeiro de janeiro já começa em contagem regressiva. A oposição vai exercer o seu papel, procurando unir o país, mas sem perder de vista o protagonismo de combater os erros com determinação, responsabilidade e energia”, destacou.
O senador esteve em Belo Horizonte hoje, onde acompanhou a apuração ao lado de Aécio Neves.


ELEIÇÃO

Eleições 2014

Presidente

51,64 %
Total: 54.501.118
X
48,36 %
Total: 51.041.155

Governador

54,42 %
Total: 877.268
X
45,58 %
Total: 734.801